domingo, março 16, 2014

Mediocrities everywhere! I absolve you!


Se este poema não vos assusta, é porque vocês não percebem a gravidade da situação.

2 comentários:

Lídia disse...

É um poema deveras assustador. Não consigo compreender como é que ainda há pessoas que se limitam a sobreviver em vez de viver...

AxelleDara disse...

Tanto disto. E há pessoas que estranham quando admito que, mesmo sentido-me só às vezes, prefiro estar sozinha do que a pertencer a essas cliques regidas pelo conformismo e um estatuto hierárquico que nunca vou realmente perceber.