terça-feira, julho 03, 2012

Out of sight, out of mind, and into the sea.

   A Pequena Sereia é um clássico da minha infância, ficando atrás do meu filme favorito da Disney por míseros pontos (A Bela e o Monstro). Tenho a forte impressão, mesmo não sendo corroborada pela minha irmã, de que era visto frequentemente (quiçá todos os dias?), enquanto que A Bela e o Monstro era visto mais em ocasiões especiais - lembro-me dum Domingo particular em que eu e a irmã passamos a noite na casa da vizinha, e passamos a manhã a vê-lo.

   Claro que a versão Disney difere muito (e ainda bem) da história de Hans Christian Andersen (originalmente escrita como um ballet). Nenhuma de nós precisa de saber, nas nossas tenrinhas juventudes, em que a vida era jogar a bola, brincar com os nenucos e dormir a sesta, que a Pequena Sereia teria de matar o Princípe (que não se casa com ela) para se tornar humana,  o seu grande sonho, algo que ela não conseguiu fazer, tendo-se apunhalado com um punhal, desfazendo-se em espuma de mar.
Só de pensar que a morte da Ursula é considerada uma das mortes mais chocantes dos filmes Disney, imaginem com este final!

   Aqui ficam duas das minhas canções favoritas, e o trailer do filme:












2 comentários:

Mafalda Sofia disse...

Obrigada*

Martinha disse...

Obrigada!
Gosto imenso da Pequena Sereia, mas sempre gostei mais da Bela e do Monstro e da Bela Adormecida ;)