quinta-feira, dezembro 01, 2011

One of us cried.

"Ela não pediu esse silêncio. Mas também nada fez
para defender-se dele ou dominá-lo. Quando entrou,
a casa tinha-se calado de repente, as coisas dele
tinham mudado de lugar, desaparecido, e não importava
que tivesse sido ela própria a escondê-las, de véspera,
na arca das lãs que só voltaria a abrir no inverno.

Ela não quis conhecer esse silêncio. Soube apenas
que não voltaria a ouvir a voz dele
no espelho do seu quarto - a outra voz.

Sentou-se no chão e abriu um pequeno livro de capa azul.
Naquele fim de tarde, só mesmo os livros podiam dizer
algo mais que o silêncio - essa outra voz."

"Outra Voz", Maria do Rosário Pedreira in A casa e o cheiro dos livros



‎"They say every man goes blind in his heart.
And they say everybody steals somebody's heart away
And I've got nothing more to say about it, nothing more than you and me" 

2 comentários: