sábado, dezembro 31, 2011

Brace yourselves, winter is coming.


  E foi assim que terminou mais um ano. Sei que houveram momentos em que todos nós pensamos que nunca chegaríamos a este ponto, mas aqui estamos. Standing still, standing proud. Deveríamos todos tirar um momento para reflectir, e lembrar desde o início. Das expectativas para este ano que defraudamos e não conseguimos atingir, da dieta que nunca começou, do ginásio ao qual nunca metemos lá os pés, da Primavera que foi cruel, dos amores que nos deixaram, das amizades que mudaram de lados, do Verão que passou demasiado depressa,  dos projectos que ficaram a meio, das ideias escrevinhadas no papel que nunca chegaram a concretizar-se, do Outono que trouxe a rotina, do Inverno que nunca realmente chegou. Um momento de silêncio pelo que aprendemos, por iniciativa ou à força, um minuto de silêncio por quem nos deixou, voluntária ou involuntariamente, há que fazer uns minutos de silêncio pela nossa perda de inocência, pelo que o tempo, a vida nos fez, nos faz, e para sempre continuará a fazer. É mesmo assim que se dança este tango.  
   Após tanto, aqui estou eu, nós.  Porque é verdade o que eles dizem, o que não nos mata, deixa-nos mais fortes. Ou, no meu caso, deixou-me mais estranha e cicatrizada.

P.S.: Sou oficialmente uma senhora pertencente ao mundo laboral. Um minuto de silêncio pelo enterro da minha imaturidade. Ou como a T. diz, dois minutos ou três.

Boas entradas! E arrasem com tudo! :)

Íris de Morais.


"Whatever doesn't kill you, 
is gonna leave a scar"